O Artista eo Museu

Meu nome é Johnny, eu vivo em Nova York, em Brooklyn e eu sou um artista. Eu gostaria de  contar a história do homem que me ensinou tudo que sei.

Então, há algum tempo atrás, vivia um artista que era muito bom. Ele  viveu aqui em Nova York por três anos. Ele foi incrível. Ele só trabalhou na rua, na cidade e no metro. Ele pintou todas as suas obras nas paredes, metrôs e túneis. Nunca cobrado um centavo ou esperou por alguém para apreciar sua obra. É difícil descrever sua arte para você com palavras, porque estamos  falando de cor e criatividade como você nunca viu.

Pessoas parou e olhavam com admiração. O problema era que ninguém nunca tinha prestado muita atenção para o artista, eles só admirava sua arte. Então, eu não me lembro de todos os detalhes, mas eu sei que depois de cerca de três anos, o artista desapareceu. As pessoas da cidade, bem, eles decidiram replicar toda a sua arte, construir um museu e exibir as pinturas lá. Primeiro apenas um museu, então mais e mais até que havia muitos. Todos eles tinham opiniões diferentes sobre o significado da arte e eles tinham um atendente no comando e os visitantes tiveram doar uma pequena quantia em dinheiro quando eles saíram.

sunset-wall-500x322

Apesar de pinturas do artista pode ser visto por toda a cidade, todo mundo só fui a um museu para ver a arte replicado. Eu não sei por que, às vezes eu não entendo as pessoas. As pessoas argumentam sobre quais museu foi melhor e qual você deve ir.

Bem, de qualquer maneira, houve uma pintura na parede fora do meu apartamento, onde eu cresci. Era de um lindo pôr do sol com uma formação da nuvem deslumbrante. Às vezes eu sentei na calçada e olhou para ele e esquecer o mundo e apenas deixar tudo ir, você sabe o que quero dizer? Bem, tanto quanto eu admirava a pintura, eu queria conhecer o artista. Então eu comecei a olhar ao redor da cidade, pedindo às pessoas onde eu poderia encontrar o artista. Um homem me disse para ir para um museu. Eu disse: “Oh, ele está falando lá hoje?” O homem disse: “Não, meu jovem, o artista não está lá, mas é aí que sua arte é”. Eu disse que só queria encontrar o artista, mas todos me diziam para ir a um museu.

Então eu fui a um museu e deu a volta e olhou para o art. Foi bom, pessoalmente, eu gostei muito mais nas ruas, parecia menos bonita aqui, um pouco de plástico e superficial. Então, quando eu deixei o museu, eu tinha que pagar. Quero dizer, eles disseram que era uma “dádiva voluntária”, mas a forma como o ascensorista olhou para mim, eu tinha que pagar. Então eu perguntei sobre o artista, ele deve ter morrido e estar morto agora, certo? Não, eles responderam: “Ele está vivo”. O quê? Então por que eu iria a um museu para encontrá-Lo? Se Ele está vivo, eu vou encontrá-lo para mim e ninguém vai me dizer algo diferente. Bem, quando eu falei assim ele não fez o pessoal do museu feliz, de modo que me fez sair e disse que é melhor eu não voltar.

Então, quando eu estou saindo, este homem se aproximou de mim e me disse que eles fizeram Ele fora do museu também! Quando eu olhei atentamente para o homem, eu o reconheci. Foi ele, foi o artista! Ele me disse que mesmo que o museu deveria ter sido construído para ele e sua arte, e mesmo que eles falam sobre Ele, eles não querem nada a ver com Ele. Assim, para contar uma longa história em um curto espaço de tempo, o artista disse-me para ir com ele. Nós caminhamos pelas ruas e Ele me ensinou a pintar, como criar e Ele me ensinou a única coisa que eu realmente queria aprender, quem Ele é.

Tudo que eu sei, aprendi com o artista. Eu aprendi sobre ele, porque eu o conheci, e isso é tudo o que eu precisava saber. Assim, a minha sugestão para você, meu amigo, é esquecer os museus. Não importa o quão grande você acha que seu museu é, é apenas um edifício que fala sobre a artista. Eles não sabem. Vá conhecer o artista. Meu nome é Johnny, eu vivo em Nova York, no lado leste de Brooklyn e eu conheço o artista.

“Você não tem nenhuma necessidade de que alguém vos ensine; mas como a sua unção vos ensina todas as coisas … todos ”

(Mt.11: 29 / 1Jo.2: 27) ”

“Deus … não habita em templos feitos por mãos …

(Acts.17: 24 / Jo.4: 24)

IMG_09601-500x375